Tags

, ,

Paragrafistas odeiam seu hobby sazonal, paragrafistas só surgem aonde não existem poetas, mais que isso, paragrafistas não são corajosos o suficiente para quebrar as leis dos poemas, decidem portanto se manter distantes escrevendo os bons e velhos parágrafos. Eu, covarde profissional, sei que não sou bom com palavras, como todos os outros paragrafistas perdidos entre esquinas de centros históricos quaisquer, porém, também sei que paragrafistas são as antíteses da escrita, afinal, corajosos o suficiente para apenas escrever e, às vezes, explicar.

Eis a pior descrição possível da “arte” de paragrafar.

Na minha opnião, mais que digna de um paragrafista.

Arthur Marques

Anúncios